Garoto de 16 anos já é gênio da fotografia!

David Uzochukwu – Personal
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bariloche na Primavera – Cerro Tronador

Uma panorâmica do Cerro Tronador, nossa atração final.

Uma panorâmica do Cerro Tronador, nossa atração final.

Considerado o passeio nº 1 pelo Trip Advisor, o Cerro Tronador é uma excursão de dia inteiro feita de van. Pode parecer cansativa, mas é bem tranquila, já que se anda muito pouco. As grandes distâncias são todas feitas de carro.

São cerca de 90km até o Cerro, propriamente dito, mas chegamos lá somente pelas 14h, já que paramos em três locais antes, o último deles, para almoçar.

Uma parada rápida em frente a uma bela praia à beira do lago.

Uma parada rápida em frente a uma bela praia à beira do lago.

Cláudia e Clarinha curtindo um sol quente e um vento gelado...

Panorâmica do belo Lago Mascardi, mirante disputado para fotos.

Panorâmica do belo Lago Mascardi, mirante disputado para fotos.

Logo adiante, um belíssimo deck no meio de um pequeno lago. 

Cláudia e Clara viajando na paisagem...

Cláudia e Clara viajando na paisagem…

 Alguns quilômetros depois, uma parada de meia hora para banheiro e lanche (ou, no meu caso, mais fotos…)

Vista de cima da ponte. O belo Rio Manso nasce do derretimento da geleira do Cerro Tronador.

Vista de cima da ponte. O belo Rio Manso nasce do derretimento da geleira do Cerro Tronador.

Já na base do Cerro Tronador, a primeira parada é em frente ao Ventisqueiro Negro (à direita, na foto), uma geleira de coloração bem escura, devido aos sedimentos que foram se acumulando ao longo dos anos.

O Ventisqueiro Negro e o Fotógrafo Branco...

A poucos metros dali, a última parada antes de retornarmos, já por volta das 16h: A base do Cerro Tronador, parcialmente encoberto por névoa. Realmente grandioso. Minhas fotos não lhe fazem juz.

Apesar da proibição, muitas pessoas se aproximam demais da base do Cerro, sem acompanhamento de guias.

Apesar da proibição, muitas pessoas se aproximam demais da base do Cerro, sem acompanhamento de guias.

Close do cume (ou, ao menos, da parte vizível).

Trip Advisor: http://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g312848-d552825-Reviews-Cerro_Tronador-San_Carlos_de_Bariloche_Province_of_Rio_Negro_Patagonia.html

Nerds Viajantes: http://www.nerdsviajantes.com/2012/05/02/bariloche-cerro-tronador-e-cascada-los-alerces/

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Bariloche na Primavera – Isla Victoria

Muita gente conhece Bariloche por sua fama de principal destino de esqui e neve dos brasileiros. Mas essa deliciosa cidade argentina oferece inúmeros passeios e atrativos também para quem – como eu – não leva nenhum jeito para pinguim.

Existem inúmeros sites e blogs interessantes sobre Bariloche, por isso vou me concentrar em mostrar a vocês a beleza única dessa região que eu consegui captar em duas viagens de 5 dias cada, mais do que nas informações técnicas.

Vista do Hotel Lao Lao, a partir de Puerto Pañuelo.

Vista do Hotel Lao Lao, a partir de Puerto Pañuelo.

Um dos principais passeios de Bariloche é o de barco para a Isla Victoria. É um passeio de meio dia, que sai de Puerto Pañuelo (em frente ao Hotel Lao Lao) e leva primeiro à ilha Victoria e depois ao Bosque de Arrayanes.

Passeio delicioso, principalmente com tempo bom. Tranquilo para fazer com crianças ou idosos, pois não exige muito. Há basicamente duas operadoras: a Cau Cau e a Turisur (o preço é o mesmo). Fomos com a Cau Cau e decidimos pagar pelo extra, que inclui uma área reservada na parte superior do barco e um serviço de lanche a bordo.

Algumas imagens.

As gaivotas, que seguem o barco o tempo todo, atrás de biscoitos.
As gaivotas, que seguem o barco o tempo todo, atrás de biscoitos.

As sequóias da ilha Victoria não são nativas. Foram trazidas dos Estados Unidos há cerca de um século e se adaptaram muito bem ao clima da região.

Mais algumas…

Agora, a segunda parte do passeio: O Bosque de Arrayanes, uma espécie de arbusto alaranjado bem peculiar. O passeio é bacana, mas nada fantástico. Vale pelo “pacote”, digamos assim.

Ao final da tarde, hora de voltarmos ao porto. O tempo ficou um pouco mais instável, mas apenas acrescentou uma certa dramaticidade às fotos, com belas nuvens carregadas contrastando com a paisagem.

Nossa chegada de volta ao porto. Normalmente, o mesmo passeio tem duas opções de duração: 4 ou 6 horas, visitando exatamente os mesmos lugares. A diferença é que na de maior duração, você tem que chegar ao porto por volta do meio dia, mas fica mais tempo na Isla Victoria (aproveitando para descansar e fotografar…). Já no de 4 horas, a saída é pelas 2 da tarde. A visita à ilha é um pouco mais corrida.

Quem quiser mais informações sobre este passeio, sugiro o ótimo blog “Nerds Viajantes”: http://www.nerdsviajantes.com/2012/07/02/bariloche-isla-victoria-y-bosque-de-arrayanes/

No meu próximo post, o passeio considerado o nº 1 do Trip Advisor: Cerro Tronador.

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Viajando Nas Imagens!

Você provavelmente chegou aqui a partir do meu site www.pavloseuthymiou.com. Lá você encontra a minha galeria principal, com centenas de fotos de natureza, gente e arquitetura. O site é atualizado frequentemente com novas fotos, então faça sempre uma visita.

Este blog foi feito para ser uma viagem fotográfica, com alguns comentários meus. Ou seja, mais imagens do que informações. Sempre fico frustrado com revistas especializadas e sites dedicados ao turismo, que enchem você de informações mas mostram muito pouco do local. Então aqui será exatamente o contrário: muitas imagens e pouco blablablá.

Também darei dicas de fotografia e informações sobre cursos, para você fotografar cada vez melhor!

Se gostar, subscreva ao site e fique à vontade para deixar um comentário ou fazer uma pergunta.

Você é sempre bem-vindo! Um abraço!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário